Confira à seguir a entrevista da Claire para a revista New Beauty, na qual ela fala sobre sua rotina diária de cuidados com a pele, a nova empresa de produtos de skin-care que ela está investindo e porque desenvolver a coleção de roupas de banho com a empresa Andie Swim foi tão importante pra ela.

Durante os dias claros, brilhantes e ensolarados de junho, há um ditado de que você deve tirar pelo menos um dia de folga – uma pausa da rotina da vida, mesmo se você não for a lugar nenhum.

Hoje não é esse dia para Claire Holt, de 33 anos, e tudo indica que o ano segue assim.

Nesse exato momento, a mãe de dois filhos está pacientemente lidando com uma criança tagarela (“Pensei em colocá-lo na frente do iPad, mas, aparentemente, ele não está interessado”); se preparando para o lançamento de seu grande projeto de filme de verão, Untitled Horror Movie (uma observação não tão comum: ela tinha que se preocupar com a iluminação, gravar seu próprio som e fazer seu próprio cabelo e maquiagem para filmagem); aguardando com entusiasmo o lançamento de uma coleção de edição limitada com a marca de moda de praia Andie (ela ajudou a desenhá-la); e acaba de anunciar que ela é uma investidora na Fig. 1, uma nova linha de cuidados com a pele que coloca “consideração extra na química” (uma afirmação legítima, já que os fundadores são um dermatologista de Harvard e um químico cosmético).

Por que uma linha de beleza?
Não era algo que eu planejava fazer. Sempre fui apaixonada por cuidados com a pele, todos os truques para me manter jovem [risos], todas as dicas antienvelhecimento e todas essas coisas, mas nunca tive um plano de me envolver com algo como uma linha de cuidados com a pele.

Uma amiga me apresentou para uma das fundadoras da empresa. Conversamos pelo Zoom e fiquei incrivelmente impressionada com ela. A missão deles está tão alinhada com a forma como cuido da minha pele e com o que me importa. Me mandaram os produtos, experimentei e, de imediato, fiquei encantada. Foi amor a primeira vista, eu implorei para que me deixassem investir na empresa. Achei os produtos tão eficazes – nada parecido com o que eu já usei antes.

Você nunca sabe quando está tendo essas conversas. As pessoas podem ser poéticas sobre suas marcas e podem deixar você realmente animada com elas, mas até você experimentar nunca saberá de verdade. Descobri que era muito eficaz para a minha pele desde o segundo em que o usei. Era algo em que eu tinha que estar envolvida.

É bem legal que um dos fundadores seja químico cosmético e a outra dermatologista.
Eu fiquei muito feliz com isso também. Ela parece ter 12 anos, o que é, claro, uma prova de como ela trata sua pele. É tão eficaz. O que eu mais amo é o preço acessível. Você pode encontrar esses produtos que custam centenas de dólares e funcionam – e funcionam muito bem – mas não são acessíveis para a maioria das pessoas. Eu amo isso na Fig. 1.

Você é da Austrália. Existe alguma coisa relacionada à beleza que você acha que ficaríamos surpresos em ouvir, como americanos, que já foi parte da sua rotina em algum momento?
Uma coisa que eu queria usar mais – e agora faz parte da minha rotina – é o protetor solar. O sol é tão forte na Austrália e meus pais estavam sempre em cima de mim para eu usar o protetor solar, e eu sempre dizia, “Oh, não. Eu não preciso disso!”, claro, você tem 15 anos e não acha que envelhecerá algum dia, mas é algo que, quando você cresce na Austrália é tão, tão importante. Agora, eu realmente vejo os efeitos disso. Não vou sair de casa – não vou sair do meu quarto pela manhã – sem usar protetor solar.

Quer compartilhar seus favoritos?
Tem sido realmente uma mistura ultimamente. Coloco 15 filtros solares diferentes um em cima do outro porque, quando estava grávida, tive um melasma muito forte. E fica muito pior ao sol. E eu acho que quanto mais protetor solar melhor, então eu misturo um protetor solar normal, um protetor solar químico e um protetor solar mineral. Eu gosto muito da mixagem. Tenho certeza que isso é provavelmente é horrível para minha pele – tenho certeza de que obstrui todos os meus poros e tudo mais – mas eu simplesmente coloco um milhão de protetores solares diferentes uns em cima dos outros.

Você também tem uma linha de roupas de banho sendo lançada – e a sua autoestima pós-parto é a grande mensagem por trás disso.
Sim! Novamente, foi uma daquelas situações em que conversei pelo Zoom com a fundadora e muitos membros da empresa. Eu realmente amei como elas falaram sobre as mulheres, o que elas queriam entregar, o tipo de produtos que estavam construindo e como elas queriam que as mulheres se sentissem.

Como alguém que teve dois bebês em dois anos, passei por muitas dificuldades em termos de imagem corporal. Eu vi meu corpo mudar drasticamente duas vezes agora. Ganhei 18 quilos na primeira gravidez, 16 na segunda. É muito peso ao longo de dois anos.

Por mais milagroso que seja ver seu corpo mudar e crescer, também existe um processo depois de dar à luz. Você tem que aprender a amar este corpo do jeito em que está… você tem que aprender a abraçá-lo. Isso é algo que realmente tenho tentado fazer nos últimos dois anos. Nunca pensei que teria a confiança de ser capaz de projetar e mostrar ao mundo meu corpo em um maiô.

A empresa é realmente a parceira perfeita para mim porque eles se preocupam muito com conforto e auto aceitação e sobre se sentir bem na pele em que você está.

No início, pensei: “Vai ser muito divertido. Eu amo essa empresa. Eu nunca fiz isso antes. É um novo empreendimento empolgante para mim.”, mas acabou sendo muito mais conforme eu me aprofundava nisso – quanto mais eu me dedicava, mais eu amava e mais animada eu ficava. Estou muito interessada nesta linha. Mais uma vez, provavelmente sou um pouco obsessiva, fico no pé delas com e-mails e tentando me envolver em cada etapa do processo, mas estou muito orgulhosa disso. Estou muito animada para que as pessoas vejam. Vou desenhar a coleção e depois vou mostrar a todos meu corpo pós-parto e a pele enrugada que está aqui. Eu quero abraçar isso e mostrar ao mundo quem eu sou depois desses dois bebês.

Você já falou um pouco sobre, mas como tem sido desde o ano passado, estar em casa e fazer tudo com dois filhos pequenos?
Tem sido difícil. É a melhor coisa que você fará em toda a sua vida – é realmente a melhor coisa que já fiz em toda a minha vida. Isso não quer dizer que seja fácil. Dar à luz durante uma pandemia foi muito difícil. Foi assustador. Nenhum de nós sabíamos no início como esse vírus afetaria alguém. Eu não sabia como isso afetaria a mim, minha família ou meu bebê.

Também foi um momento incrível para me relacionar com minha família. O que eu amei é que eu não perdi os primeiros passos do meu filho, não perdi minha filha engatinhando pela primeira vez, não perdi as primeiras palavras. Eu estava lá para tudo, e essa foi uma parte muito, muito bonita dessa jornada. Houve momentos incríveis, e houve momentos assustadores, e houve momentos difíceis, e passar pelo pós-parto também durante uma pandemia, isso foi realmente difícil.

Foi fantástico. Minha filha, Elle, nasceu em setembro e foi uma época muito especial para mim. Na verdade, foi muito interessante porque comecei a trabalhar neste filme grávida de seis meses, no meio de uma pandemia, e o filmei de casa. Essa é a parte maluca desse filme que fizemos.

Como foi o processo disso? Ouvi dizer que é um “verdadeiro filme de quarentena”, você não encontrou o restante do elenco ou da equipe antes.
Sim. Ninguém do elenco, bem, eu conhecia Luke, que foi o escritor, e também meu colega de elenco, eu o conheço há muito tempo. Ele é um dos meus amigos mais antigos e queridos. Somos ambos australianos, porém a gente se conheceu em LA. Ele me ligou um dia, e eu não estava fazendo nada além de cuidar de um bebê e correr atrás do meu cachorro.

Ele disse: “Eu tenho uma ideia. É muito louca. Não ficarei ofendido se você achar que é ruim. Você pode dizer não, mas lê esse script que escrevi? Eu realmente queria filmá-lo durante a pandemia e acho que temos uma chance.”, e eu estava tipo: “Ok, com certeza.”, para ser completamente honesta, eu não tinha certeza do que esperar. Eu sei que ele é um escritor fenomenal, e Nick, o diretor, é incrível, mas eu pensei: “Como faremos isso?”

Então eu li e imediatamente liguei de volta para o Luke e disse: “Eu tenho que estar envolvida. Eu farei o que você quiser. Isso é tão engraçado, e tão legal e realmente original, vai ser muito bom ou muito ruim, mas estou dentro e estou pronta para fazer isso com você.”, e foi assim que começou.

Tradução e adaptação: Equipe Claire Holt Brasil

Foi divulgado também três imagens do ensaio fotográfico de maio com a Melody Mai, o álbum será atualizado conforme novas imagens forem divulgadas, confira na galeria.

Status do site

NOME DO SITE: Claire Holt Brasil
DOMÍNIO: claireholt.com.br
ONLINE DESDE: 28 de Março de 2013
WEBMISS: Eduarda Oliveira
HOST: Flaunt Network | DMCA | Privacy Policy
CONTATO: contato@claireholt.com.br
STATUS: |